DESTAQUE

Comandante do Exército passará por cirurgia depois de fraturar fêmur

Comandante do Exército passará por cirurgia depois de fraturar fêmur
O comandante do Exército, general Edson Pujol, fraturou o fêmur neste sábado (28.nov.2020) ao cair de cavalo. Eis a íntegra (348 KB) da nota divulgada pelo Exército.Pujol está internado no HFA (Hospital das Forças Armadas) e fará uma cirurgia. De acordo com o comunicado, o comandante passa bem e está realizando os exames necessários.O general…

O comandante do Exército, general Edson Pujol, fraturou o fêmur neste sábado (28.nov.2020) ao cair de cavalo. Eis a íntegra (348 KB) da nota divulgada pelo Exército.

Pujol está internado no HFA (Hospital das Forças Armadas) e fará uma cirurgia. De acordo com o comunicado, o comandante passa bem e está realizando os exames necessários.

O general assumiu o comando do Exército em janeiro de 2019. Ele se formou na mesma turma do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), na Aman (Academia Militar das Agulhas Negras). Em 13 de novembro, Pujol afirmou que os militares não querem que “que a política entre dentro dos quartéis”.

A declaração foi na mesma semana em que o presidente Jair Bolsonaro faz ameaça a Joe Biden, presidente eleito à Casa Branca, e diz que “quando acabar a saliva, tem que ter pólvora”, em referência a possíveis barreiras comerciais impostas por outros países condicionadas à preservação da Amazônia.

Bolsonaro disse concordar com a afirmação do comandante, e acrescentou que “se manter apartidárias, ‘baseadas na hierarquia e na disciplina, sob a autoridade suprema do Presidente da República’”.

Biografia

Pujol comandou a Aman de 2009 a 2011, quando tornou-se chefe do CIE (Centro de Inteligência do Exército). O órgão é responsável por produzir informações confidenciais sobre diversos campos, incluindo a situação política do país.

Foi nomeado Comandante da Força de Paz na Minustah (Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti) pela ONU, em 2013. Um ano depois, ocupou cargo de Secretário-Executivo do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República.

Em 2015, assumiu o Comando Militar do Sul, em Porto Alegre (RS). Em abril de 2017, assumiu a chefia do Departamento de Ciência e Tecnologia, em Brasília.

Continuar lendo

Fonte

Tradutor - Translate »